sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Não sei...

Se você ainda não sabe qual é a sua verdadeira vocação, imagine a seguinte cena:
Você está olhando pela janela, não há nada de especial no céu, somente algumas nuvens aqui e ali.
Aí chega alguém que também não tem nada para fazer e pergunta:
- Será que vai chover hoje?
Se você responder “com certeza”… a sua área é VENDAS:
o pessoal de Vendas é o único que sempre tem certeza de tudo. Se a resposta for “sei lá, estou pensando em outra coisa”… então a sua aérea é MARKETING: o pessoal de Marketing está sempre pensando no que os outros não estão pensando. Se você responder “sim, há uma boa probabilidade”… você é da área de ENGENHARIA: o pessoal da Engenharia está sempre disposto a transformar o universo em números.
Se a resposta for “depende”… você nasceu para RECURSOS HUMANOS: uma área em que qualquer fato sempre estará na dependência de outros fatos.
Se você responder “ah, a meteorologia diz que não”… você é da área de CONTABILIDADE: o pessoal da Contabilidade sempre confia mais nos dados no que nos próprios olhos.
Se a resposta for “sei lá, mas por via das dúvidas eu trouxe um guarda-chuvas”: então seu lugar é na área FINANCEIRA que deve estar sempre bem preparada para qualquer virada de tempo.
Agora,se você responder “NÃO SEI”… há uma boa chance que você tenha uma carreira de sucesso e acabe chegando a diretoria da empresa.
De cada 100 pessoas, só uma tem a coragem de responder “não sei” quando não sabe. Os outros 99 sempre acham que precisam ter uma resposta pronta, seja ela qual for, para qualquer situação.
“Não sei” é sempre uma resposta que economiza o tempo de todo mundo, e pré-dispõe os envolvidos a conseguir dados mais concretos antes de tomar uma decisão. Parece simples, mas responder “não sei” é uma das coisas mais difíceis de se aprender na vida corporativa.
Por quê?
Eu sinceramente não sei.

Antonio Ermírio de Moraes - Revista Exame

Texto bem interessante este, né?
Realmente percebo que existem pessoas que têm uma dificuldade enorme em dizer "não sei", o que, sinceramente, não consigo entender.
Sempre existe alguém na vida disposto a nos ensinar e acho que qdo falamos "não sei" damos carta branca para que o outro, se estiver verdadeiramente disposto, poder nos ensinar e assim com propriedade poderemos passar a nossa experiência a diante, agora tendo certeza do que vamos falar, e não achando que sabemos qdo na realidade não sabemos de nada. Isso chama-se HUMILDADE, não sei quem foi que inventou que dizer que não sabe é sinônimo de burrice fazendo com que a pessoa se sinta insegura na frente dos outros, pois eu acho que dizer "não sei" é sinal de inteligência e é uma forma de deixarmos claro que queremos aprender para mais tarde ensinarmos também.
Por isso, a partir de agora, se vc não souber diga sem medo: "não sei", assim abrindo as portas para o conhecimento e depois para a troca.
Essa vida é sempre uma troca de experiências e ensinamentos, então não sinta vergonha de não saber, vc deve sentir vergonha é de dizer que sabe sem saber, isso sim é vergonhoso!
Valeu?!
Fui!
Beijos!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Até que enfim!!!!

Sempre pensei:
- Como pode uma jornalista que quer publicar seus livros e ama escrever ainda não ter um blog?
Mas sempre pensei também, na tal da falta de privacidade que a internet proporciona e fui deixando, deixando e quando percebi o tempo passou demais e nada de blog.
Até que uma amiga fez o dela e, ao ler seus pensamentos, vi que realmente não podia adiar mais a minha vontade em ter um também. E como, antes tarde do que nunca, aqui estou com o meu blog.
Quero dividir com vocês meus pensamentos e questionamentos sobre vários assuntos, vamos conversar, dialogar, debater e nos divertir...
Beijo grande!!!!
Sheilinha.