Divisor de águas!

Olá meus queridos! Estive um pouco afastada, mas tô retornando! Fiquei sem computador e também tô com problema de saúde na família. As coisas estão bem difíceis, mas aos poucos tô retornando.

Bem, escolhi dividir um momento meu de blogueira com vocês. O blog
http://cantodecontarcontos.blogspot.com/
fez um carinho com os seus seguidores e pediu para escrevermos um conto que ela iria publicar lá. Era um presente para os amigos em comemoração pelo aniversário de 1 ano do blog. Enfim, mandei o conto abaixo.

Quero agradecer as palavras de carinho e apoio de todos que leram o meu conto. Muito obrigada pelas palavras e para quem ainda não conhece, aí está. Espero que gostem!

Beijo grande em todos!
Sheilinha - Cantinho She -

PS: A escolha da foto foi feita pela dona do blog. E ficou perfeito o casamento com o meu texto. Mais uma vez Cris, do blog Canto de Contar Contos, obrigada pelo carinho e pela escolha da foto.

-----------------------------------------------------------------------------------

"HISTÓRIAS PARA SE CONTAR ENTRE AMIGOS!"

DIVISOR DE ÁGUAS!






No dia 23 de Novembro de 2003 aconteceu o momento mais importante em minha vida.
Momento de aprender que tenho força de vontade, que tenho medos, mas sei superá-los, que tenho pais e irmão maravilhosos, que tenho família e amigos, que sou guerreira, que sou criança diante dos ensinamentos da vida, que tenho merecimento, e por isso Deus colocou médicos e fisioterapeuta profissionais, competentes, humanos e maravilhosos em meu caminho.
Me fez aprender também que eu tinha que aprender alguma coisa e muita coisa com tudo que me aconteceu.
Me fez enxergar que nada vem pra gente à toa, mesmo que sejam coisas ruins.
Nesse dia sofri um grave acidente de carro caindo num canal aqui na zona sul de minha cidade.
No fato ocorrido o airbag do carona, do carro que eu me encontrava, quebrou o meu pulso direito transformando tudo em fraturas múltiplas, dor, sofrimento, dedo mindinho quebrado, queimaduras no braço por conta da fricção da saída do airbag, e também numa possível perda do membro.
Não quero aqui entrar no mérito da questão do acidente em si. Meu propósito não é esse.
O que quero é mostrar que todos nós somos capazes de enfrentar tudo que chega pra gente.
Vendo de fora não sei como tive forças para enfrentar quase cinco cirurgias, dois anos de fisioterapia, adaptação com a outra mão, a esquerda, para tarefas mais banais, mas nas quais era, com ela, desajeitadas, fazer o cérebro lembrar que não havia perdido a mão, fazer o tato da mão voltar, e entender que revolta não iria me fazer recuperar os movimentos da mão.
Esse foi o ponto.
Entender que gritar, revoltar-se, espernear, perder a fé, e a confiança no mundo não iria apagar o que aconteceu.
Essas atitudes não são mágicas e transformam o inevitável, diante de nossos olhos, em uma utopia.
Então resolvi enfrentar de frente e numa força, muitas vezes confesso quase que impossível, transformar tudo num grande aprendizado.
E é aí que entra o divisor de águas pra mim.
Veio pra mim porque era preciso vir pra mim, foi a mim que o cara lá de cima escolheu para aprender, melhorar e ensinar.
E através desse conto é o que faço, pois resolvi passar a minha experiência para mostrar que o ser humano é capaz sim de enfrentar os seus problemas com muita coragem, sabedoria, determinação e parceria sempre com a força que você quiser acreditar.

Comentários

  1. O selinho está no post anterior amiga.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. Que barra!! TE admiro ainda mais, pela sua força e superação!

    ResponderExcluir
  3. Amigaa... num é fácil msm
    Mas temos q ter mta força pra superar
    Essas dificuldades q nos aparecem...
    E eu sei q vc vai conseguir...
    Bjooo grandee
    Fica bem!
    =D

    ResponderExcluir
  4. oi!

    sou nova por aqui e estou passando
    prá conhecer o seu blog...

    uma ótima noite de quintaaa!!

    até... ;)

    ResponderExcluir
  5. Surpreendente e bonita a sua determinação.Parabéns! bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Ei, seja bem-vindo! Deixe aqui as suas impressões...

Postagens mais visitadas deste blog

Plástico-bolha surgiu por acidente

A pegada