quarta-feira, 16 de junho de 2010

Tem gosto pra tudo...

foto tirada da internet




Um casal briga, grita, agressões verbais aparecem, mágoas e para alguns chegam as vias de fato... agressão física.



Eu nunca entendi uma mulher se sujeitar a isso, e em seguida, perdoar e voltar a apanhar...



Ah sim porque se o cara bater uma vez ele certamente voltará a bater, sem generalizar, mas normalmente é o que acontece.



Já vi algumas dessas cenas aqui no Rio...



Um casal brigava na minha rua, casal de rua, falavam gritando até que o cara pegou a sua mulher, com uma criança no colo, e começou a dar soco em sua cabeça. Ela gritava tanto pedindo pra ele parar e o mais impressionante é que eram três mulheres, três crianças e dois homens e enquanto o carinha batia em sua mulher, as mulheres gritavam e o outro homem só olhava...



Até que ela deu a criança pra outra mulher segurar e caiu na porrada com o seu companheiro ou sei lá o quê...



Ela até bateu, mas apanhou muito...



Juntou gente pra caramba, o povo gritava pro cara parar, alguns o chamavam de covarde e muitos foram para as janelas gritar que já tinham chamado a polícia (que nunca veio) , mas ninguém se aproximava, ninguém ia socorrer a mulher, nem os seus "amigos"...



Daqui a pouco surge um homem de bicicleta que engatou uma quinta e seguiu em disparada na direção do carinha covarde e com uma gravata (golpe de luta) imobilizou o cara e aí sim todos os outros homens partiram pra cima do covarde, sendo também covardes...



Enfim, uma mulher pegou a que apanhava e a levou para algum lugar, todas as outras mulheres do grupo foram atrás com as crianças e enquanto isso o covarde-mór era espancado, deitado, nas pernas, nos braços, mas principalmente na cabeça...



E o outro homem do grupo esbravejava reclamando dos outros caras que batiam em seu colega, parente, sei lá...



O cara da gravata intensificava tanto o golpe que o covarde, agora todo humilde, implorando que parassem apagou...



Isso mesmo o cara apagou...



Quando o cara percebeu largou e na mesma hora sua mulher chegou dando ataque e pedindo para irem embora, todas as outras pessoas foram embora, e o covarde ficou ali, sozinho, apagado...



E o outro carinha, que estava no grupo, visivelmente perturbado andava de um lado pro outro mandando todo mundo ir tomar naquele lugar...



Minha gente o cara ficou apagado por muito tempo, depois acordou todo mal e recebeu os cuidados advinhem de quem?????????



Pois é...



Agora eu te pergunto você se mete? Eu não, a não ser que eu conheça e saiba que a mulher em questão não é mulher de malandro.



Isso me lembrou duas outras situações: uma vez eu saia do meu trabalho e um casal brigava tanto e tão alto que realmente chamava a atenção, coisa feia isso, mas enfim, daqui a pouco o cara bateu na mulher e foi embora e ela ali totalmente desequilibrada e no chão literalmente...



Não deu para fazer de conta que não tinha visto aquilo e quando percebi que o cara tinha ido embora cheguei perto e perguntei se ela precisava de ajuda, mas aqui no Rio tudo pode ser uma isca para assalto, então só fiz na certeza de estar seguro o local...



Enfim ela disse que não e só chorava, não insisti, até porque o cara voltava e eu fui embora antes que sobrasse também pra mim e comigo o "buraco é mais embaixo" (depois conto da única vez que apanhei de um homem), mas voltando, então quando já estava distante do casal olhei pra trás, e advinhem o que aconteceu?



Um beijo de novela...



Outra vez foi em Arraial do Cabo, lugar lindo aqui no Rio, onde passei o Reveillon com o namorado da época e na rua em que estávamos hospedados passamos por um casal que brigava e ele batia nela...



Lembro que o ex me perguntou o que fazia e eu evidentemente disse:

- NÃO FAÇA NADA, FAÇA DE CONTA QUE NÃO VIU...



Ai gente, pra quê se meter? É uma palhaçada que daqui a pouco acaba em beijos e lençóis...



No próximo post conto o que aconteceu uma vez comigo na night do Rio, beijo, beijo!

She.

----------------------------------------------------


Gente ganhei esse selinho da querida Kenia do blog Impulsiva, e da querida Ana, do blog Cantinho das Rosas, obrigada Lindinhas, adorei saber que vocês acham o meu blog charmoso, beijos pra vocês!

Precisaria indicar 10 blogs charmosos, tarefa difícil, então quem quiser pegar pode pegar porque todos vocês que têm uma aproximação maior comigo são responsáveis por blogs chamosos e merecem o selinho...

Não vou citar nomes porque não quero ser injusta com ninguém caso a minha memória venha a falhar, mas por favor, para vocês que estamos sempre dividindo experiências fiquem à vontade MESMO e podem pegar.

Beijo, beijo em todos!

She

26 comentários:

  1. Sou contra qualquer tipo de agrassão, mas tem mulher que é pura mulher de malandro mesmo, gosta de apanhar e nesse caso nem é melhor a gente interferir pois acaba mesmo em beijos e lençóis.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. Oi querida, já diz o ditado briga de marido e mulher não se mete a colher, eu também já levei "alguns" do ex, mas graças a Deus são águas passadas, e cada uma de nós tem uma história né não?????
    beijokas mil.

    PS tem "algumas" que pedem e merecem apanhar.........

    ResponderExcluir
  3. Oieee
    Então, acho que chegar a esse ponto é que se perdeu totalmente o respeito e a dignidade...Ai acho que não dá mesmo!
    Eu e meu esposo é de época, tem época que discutimos muito e tem época que fica meses sem nenhuma discussão... Mas quando falamos é sempre alto (veja meu post hoje eu falo justamnte disso...)
    Mas o melhor é não começar uma briga mesmo, acho que é a melhor opção! Porque tem gente que perde a cabeça, depois se arrepende!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Querida She:

    As pessoas infelizmente estão num processo triste de involução.Falta muito pouco para voltarem a rastejar.A violência está banalizada e a sociedade atônita não sabe para que lado vai.Triste demais, mas é fato.Bjão.

    ResponderExcluir
  5. Olha She, concordo com você, eu também não entendo o que leva uma mulher apanhar, perdoar e voltar para o covarde que a agrediu.
    Só tem uma conclusão óbvia: eles se merecem e pronto amiga!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  6. Agressão não leva a nada, embora em princípio possa parecer uma boa solução. O próprio texto mostra isso. Depois da pancadaria, ela volta para o seu agressor. Nada resolvido. Volta tudo como era antes. Qual a solução? Não sei. Não existe receita de bolo. Cada um deve ter o seu jeitinho de arrumar as coisas. Beijos, amiga.

    ResponderExcluir
  7. Tem Prêmio Dardos pra vc nesse blog aqui amiga:

    http;//anasique.blogspot.com

    beijooo.

    ResponderExcluir
  8. Vixe amiga, eu acho que faria alguma coisa, sei lá! pelo menos chamava os Homis da poliçaaa!

    beijos

    Joana Campos

    ResponderExcluir
  9. É verdade She, tem gosto pra tudo nesse mundo... vai entender...rs
    É o que eu sempre digo: as pessoas sempre querem "justificar" o amor com qualquer outro sentimento (bom ou ruim). E AMOR é apenas AMOR, simples assim... e em hipótese nenhuma rima com dor (física ou não!). Bjks!!!

    ResponderExcluir
  10. Se tem uma coisa que me deixa muito mal é ver qualquer tipo de agressão a uma mulher... acho muita covardia um homem bater em uma mulher por conta da desproporção fisica geralmente que existe.

    Mas mulher que se sujeita a voltar para um cara depois que ele bate nela... é safada!

    Muito boas a histórias que são realmente relatos da vida como ela é....

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Que confusão! E adianta resolver uma agressão com outra agressão?

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana, pois é, concordo contigo...bjks!

    ResponderExcluir
  13. Oi Ângela, minha querida, que bom que são águas passadas, beijocas!

    ResponderExcluir
  14. Oi Andrea, realmente o ideal é não começar uma briga, mas às vezes é mesmo impossível, mas o respeito é preciso atenção especial pra não deixá-lo chegar nunca, porque aí quando chega... babou total!
    Beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  15. Oi Edilson, infelizmente a violência está mesmo banal, mas ainda é tempo disso tudo mudar... bjo, bjo!

    ResponderExcluir
  16. Oi Vanessa... sim cada um sabe de si, mas não deixa de ser lamentável...

    ResponderExcluir
  17. Oi Mari, é verdade... devem se merecer mesmo, vai entender, como diz o título do meu post... "TEM GOSTO PRA TUDO..." Enfim...
    bjo, bjo!

    ResponderExcluir
  18. Oi Maria, o importante é não se perder o amor próprio e eu acho que qdo uma relação chega a isso o que sobra é a falta de amor próprio... beijo, beijo, querida!

    ResponderExcluir
  19. Ana, minha querida, ameeeeeeeeeeeei receber o Prêmio Dardos, uebaaaaa! Obrigada!
    Vou postar aqui depois... bjo, bjo!

    ResponderExcluir
  20. Oi Joana (rsrs) mas chamaram a polícia que não veio até hoje...
    Bjks!

    ResponderExcluir
  21. Oi Simone...
    "E AMOR é apenas AMOR, simples assim... e em hipótese nenhuma rima com dor (física ou não!)."
    Sensacional as suas palavras... concordo em número, gênero e grau!
    Beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  22. Oi Marcos, concordo contigo, é mesmo uma covardia!
    Beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  23. Oi Desabafando, pois é, não adianta e vira uma lambança muitas vezes fatal...beijocas!

    ResponderExcluir
  24. Oi She querida, realmente em briga de marido e mulher não se mete a colher, pq tem quem goste de levar umas porradas e se a gente se mete pode sobrar é pra gente...tive uma vizinha que apanhava do marido toda semana, perdoava e no dia seguinte estavam os dois aos beijos de mãos dadas pela rua...até que a infeliz morreu de aneurisma...deve ter sido de levar porretada na cabeça...coitada....
    Cada uma que a gente vê, que nem dá pra acreditar, né? beijos.

    ResponderExcluir
  25. Oie Glorinha, é mesmo cada uma que a gente vê que não dá mesmo pra acreditar... enfim...bjo, bjo!

    ResponderExcluir

Ei, seja bem-vindo! Deixe aqui as suas impressões...