quinta-feira, 24 de maio de 2012

Plástico-bolha surgiu por acidente

imagem Google




Adoro perguntas complexas, sabe?! Tenho mania delas e várias vezes faço conversando comigo mesma, mas dessa vez resolvi dividir com os meus amigos no Facebook...rs

Por lá perguntei: 

- Quando vocês vão embalar algo com plástico-bolha vocês colocam as bolhas pra dentro ou por fora?

Não imaginei que as respostas seriam tão interessantes e ricas. Acabei aguçando a curiosidade de outras pessoas e a querida Maria Cláudia foi até o Google pesquisar e me contou que na realidade o plástico-bolha surgiu por acidente... Hã? Como assim?

Fui até o Wikipédia, né?!


E lá diz que o plástico-bolha foi criado por dois engenheiros americanos em 1957 e exatamente como muitas outras invenções humanas esta também foi acidental.


O que eles tentavam era criar um plano de fundo de plástico texturizado com o verso em papel que pudesse ser facilmente limpado. Cuma?


Realmente foi acidente porque olhando para o plástico-bolha que tá aqui na minha frente em nada se parece com um plástico texturizado com o verso de papel que possa ser facilmente limpo. Quer dizer... Essa parte de limpar até dá se a gente souber desviar das bolhinhas, mas elas têm vida própria e gritam para serem estouradas, é uma loucura!


O outro acidente é por minha conta, pois eu só conhecia o transparente e descobri recentemente que ele existe nas cores: preta, azul, verde, rosa, vermelha, amarela, prateada e roxa. 


Mas uma coisa é verdade, dificilmente encontramos alguém que não goste de estourar essas bolhinhas, né?! É viciante... 


Descobri que tem na internet pra gente estourar, mas nem de longe a sensação é a mesma. O gostoso é sentir a bolhinha na mão, o toque com a explosão que é o lance... hehe


Quer conhecer?


Clica AQUI!


ATENÇÃO: O Plágio é crime e está previsto na Lei nº9610 sobre direitos autorais!  





9 comentários:

  1. Nóooooooo....rs adorei.
    Lindo fim de semana. Beijoooos Sheiloca.

    ResponderExcluir
  2. Curiosidade que eu não sabia curto também saber a origem de ditado populares a gente sempre tem uma surpresa com a distorção que muitas vezes acontece!

    ResponderExcluir
  3. Tem algumas coisas que é só começar que não conseguimos parar. Viciante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ei She
    Esta foi muito boa; como é delicioso estourar as bolinhas, imagina estourar bolinhas rosas, azuis, prateadas, o prazer deve ser muito maior.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Rsrs, taí, toda vez que vou embalar algo com o dito cujo, penso se está do lado certo. O mesmo acontece com o papel alumínio,rsrs, e não adianta, nunca sei qual o lado correto. Outra curiosidade sobre o plástico bolha é que eu não consigo gravar o seu nome. Quer dizer, penso no plástico bolha mas o que sai da boca é Papel bolinha! Serio! Já paguei mico em loja mais de uma vez. Deve ser pelo vício em papel, ou sei lá...defeito mesmo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá She.
    Muito interessante saber mais sobe esta bolhas... E claro que adoro estoura-las, é tão anti-stress.
    Beijinhos grandes.

    ResponderExcluir
  7. kkkkk é muita nóia!! Mas eu adorei, Tô seguindo vc!

    ResponderExcluir
  8. Mas você me deixou na dúvida, o melhor é deixar as bolhas para dentro, em contato com o objeto que você quer proteger ou para fora??

    Eu sei que o submarino e os outros usam aqueles isopores para proteger e conseguir evitar danos no transporte e aí não importa muito, mas nunca tinha pensado se tinha um lado certo para o plástico bolha.

    ResponderExcluir

Ei, seja bem-vindo! Deixe aqui as suas impressões...