quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Não julgue!

imagem Facebook


Um médico entrou no hospital depois de ser chamado a uma cirurgia de emergência. Ele respondeu o mais rápido possível, mudou de roupas e foi diretamente para o bloco cirúrgico. Ele encontrou o pai do menino indo e vindo na sala de espera do médico. Depois de vê-lo, o pai gritou:

- Por que você tomou todo esse tempo para vir, não sabia que a vida de meu filho está em perigo... você não tem senso de responsabilidade?

O médico sorriu e disse:

- Desculpe, eu não estava no hospital e eu vim o mais rápido que pude depois de receber a chamada... E agora eu gostaria que você se acalmasse para que eu possa fazer o meu trabalho.

- Me acalmar? E se fosse seu filho quem estivesse nesta sala agora, você estaria calmo? Se o seu filho fosse agora o que estivesse morrendo? - disse o pai irritado.

O médico sorriu novamente e respondeu:

- Eu vou dizer o que disse Jó na Bíblia: "Do pó viemos e ao pó voltaremos, bendito seja o nome de Deus.". Os médicos não podem prolongar a vida. Vou interceder por seu filho, vamos fazer todo o possível pela graça de Deus.

- Dar conselhos quando não estamos na situação é tão fácil - murmurou o pai.

A cirurgia levou algumas horas, depois o médico saiu feliz:

- Graças a Deus! Seu filho está salvo!

E sem esperar por uma resposta do pai com muita pressa olha para o relógio e foge. Ao mesmo tempo que vai ele diz:

- Se você tiver alguma dúvida, pergunte à enfermeira!

- Por que é tão arrogante? Não podia esperar mais alguns minutos para eu pedir mais informações sobre o estado do meu filho?

E a enfermeira, cheia de lágrimas pelo seu rosto, diz:

- O filho do Dr. morreu ontem em um acidente de estrada, o médico estava no cemitério quando você chamou para realizar a cirurgia do SEU FILHO. E agora que ele salvou a vida de seu filho, ele correu para terminar o sepultamento de seu próprio filho.

***

Não julgue as pessoas, você não sabe qual é a realidade delas...

Fonte: Facebook

15 comentários:

  1. Olá She.
    Já conhecia a historia e sempre que a leio faz-me pensar. Muitas vezes julgamos sem saber o contexto.
    Beijinhos grandes.

    ResponderExcluir
  2. Que triste. Esse ano meu pai teve um problema pós operatório e teve que ser levado as pressas para o hospital, minha mãe teve que sair correndo de casa e tivemos que contar com a boa vontade dos outros motoristas para que pudéssemos passar, aí me veio a mente quantas vezes eu critiquei carros que pediam passagem sem ao menos saber o que estava acontecendo. Pelo menos para mim serviu como lição.

    ResponderExcluir
  3. Nossa!De arrepiar!! E vale a lição... beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. É verdade, eu ja conhecia essa história e acho que ela se enquadra bem na realidade que temos vivido, onde as pessoas julgam tudo apressadamente sem pensar no outro.

    boa pra reflexão amiga
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi She, tudo bem?
    Que texto lindo. essa é a maior verdade, não somos ninguém pra julgar qualquer pessoa. Somente Deus tem a permissão. Pena que nem sempre pensamos antes de agir.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  6. Oi She
    Eu já conhecia este texto, ele é emocionante demais.
    É um fato que não devíamos julgar, ninguém conhece o que se passa no íntimo de cada pessoa, nem o que ela está sofrendo ou já sofreu durante a vida.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Sheilinha:

    Já dizia Madre Tereza de Calcutá: "Quem julga os outros, não tem tempo de amá-los".

    Beijos lindeza.

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida amiga She
    Bom para meditar no Tempo em que estamos a viver... Natal é ocasião de pedir perdão e perdoar... DEUS nos ajude a tomar iniciativas...
    Bjs de Boas Festas

    ResponderExcluir
  9. Oi, She!

    Nossa, que história forte! Quanto autocontrole desse médico, hein? Quem dera que tivéssemos, REALMENTE, pessoas assim, tão sábias, tão responsáveis, tão dedicadas... E que nós fôssemos comedidos nos nossos julgamentos... Quem dera!

    Beijos, querida
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  10. Belo e reflexivo."Quem insiste em julgar os outros,sempre tem alguma coisa pra esconder", já diz o "Legião Urbana" na letra da canção "Uma outra estação".

    Um abraço e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  11. Belo e reflexivo. " Quem insiste em julgar os outros, sempre
    tem alguma coisa pra esconder",já diz o "Legião Urbana",na letra da canção "Uma Outra Estação".
    Um abraço e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  12. Belo e reflexivo."Quem insiste em julgar os outros,sempre tem alguma coisa pra esconder", já diz o "Legião Urbana" na letra da canção "Uma outra estação".

    Um abraço e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  13. Que aprendizado!
    A língua ferina é capaz de tudo. Tanto construir, quanto destruir!
    Melhor refletir! depois agir.
    bj
    Zizi

    ResponderExcluir
  14. Que lindo She!!!
    Infelizmente é verdade....
    A lingua é terrivel...
    Amiga obrigada pelo seu carinho viu!
    Amém amém amém!!! Que Deus te ouça! rsrs beijooo

    ResponderExcluir

Ei, seja bem-vindo! Deixe aqui as suas impressões...