sexta-feira, 14 de maio de 2010

O perdão!

foto tirada do google imagens


Um rapaz ia muito mal na escola.

Suas notas e o comportamento eram uma decepção para seus pais que sonhavam em vê-lo formado e bem sucedido.

Um belo dia, o bom pai lhe propôs um acordo:

- Se você, meu filho, mudar o comportamento, se dedicar aos estudos e conseguir ser aprovado no vestibular de Medicina, lhe darei um carro de presente.

Por causa do carro, o rapaz mudou da água para o vinho.

Passou a estudar como nunca e ter um comportamento exemplar.

O pai estava feliz, mas tinha um pacote.

Para sua surpresa, o presente era uma Bíblia.

O rapaz ficou visivelmente decepcionado e nada disse.

A partir daquele dia, a distância e o silêncio separaram pai e filho.

O jovem sentia-se traído e agora lutava por sua independência.

Deixou a casa dos pais e foi morar no Campus Universitário.

Raramente mandava notícias à família.

O tempo foi passando e ele se formou, conseguiu um emprego num bom hospital e se esqueceu completamente do pai.

Todas as tentativas do pai para reatar os laços foram em vão.

Até que, num dia o velho, muito triste com a situação, não resistiu.

Faleceu.

No enterro, a mãe entregou ao filho a Bíblia, que tinha sido o último presente do pai.

De volta à sua casa, o rapaz que nunca perdoara o pai, quando colocou a Bíblia numa estante, notou que havia um envelope dentro dela.

Ao abri-lo, encontrou uma carta e um cheque.

A carta dizia:

"Meu filho, sei o quanto você deseja ter um carro. Eu prometi e aqui está o cheque para você, escolha aquele que mais lhe agradar. No entanto, fiz questão de lhe dar um presente ainda melhor, a Bíblia sagrada. Nela aprenderás o amor de Deus e a fazer o bem, não pelo prazer da recompensa, mas pela gratidão e pelo dever de consciência".

(desconheço a autoria)


Recebi esta mensagem por e-mail há algum tempo e sempre que releio entendo que é um ensinamento que vai além de religião, ou crença de cada um, pois é um aprendizado para a vida.

Mas confesso que tenho grande dificuldade de perdoar, principalmente a traição. E quando falo em traição não me refiro a um par de chifres em minha cabeça, e sim traição dentro de um leque de variantes, se pensarmos direitinho vamos ver que existem vários tipos dela.

Mas enfim... estamos por aqui para aprender!

-----------------------------------------------------

Galerinha querida quando fiz o post abaixo sobre a vacina, e também quando falei sobre o assunto em meu orkut e msn, em momento algum eu tive a intenção de fazer uma campanha contra a vacinação para a H1N1.

Pois sou completamente a favor dessa campanha, só acho que não adianta alguns médicos falarem que não dá reação, porque cada organismo reage de uma forma diferente.

Em mim por exemplo não foi nem um pouco agradável.

Tomei na parte da manhã e não senti absolutamente nada na hora, nem a picada. Mas quando foi chegando o final da tarde o local da aplicação, e o meu braço por inteiro doiam muito.

Coloquei gelo que foi a indicação que eu recebi, o que aliviou um pouco, mas a noite ficou muito pior e tive uma noite péssima de sono.

A dor é igual a uma dor muscular quando exageramos no exercício, mas um pouco pior, sem chance de fazer qualquer coisa com o braço, ele não levantava de tanto que doia.

Hoje de manhã acordei bem melhor, se comparado com ontem, a dor está mais localizada na aplicação.

Mas passei o dia com uma dorzinha de cabeça chata e uma prostração sem fim...

Mas nem todo mundo tem essa reação, então não desistam de tomar a vacina não, É MUITO MELHOR TER REAÇÃO DO QUE PEGAR ESSA GRIPE QUE MATA!

Beijinhos em todos!


8 comentários:

  1. Adorei o texto, que bom que está melhor! Eu não tive reação nenhuma!

    ResponderExcluir
  2. Mto bonita a msg She, embora, assim como vc, eu tbm naum tenha o dom de perdoar traicoes e acho q no fundo ngm tem, existe eh mta hipocrisia em torno dessa palavrinha magica e pouca pratik
    Qnto a vacina, nem esquenta, as pessoas vaum sempre deturpar, vc contou SUA experiencia, agora vc vai mentir q naum deu reacaum, se de fato deu? Afff!
    Bjos e melhoras.

    ResponderExcluir
  3. Engraçado.. eu conhecia essa história com algumas variantes mas no fim a ideia é a mesma e comente essa semana com um amigo. E hoje vc posta a história que coincidência. Ela é realmente uma lição contra a vaidade e orgulho.

    A vacina da reações diferentes sim e legal vc contar sua experiencia até porque outras pessoas não fiquem assustadas caso tenham reações.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, She

    Que bom que melhorou do braço.
    Eu também faço campanha aqui para que tomem a vacina. Como te disse, eu não tive reação alguma e olha que tenho imunidade muito baixa por tomar medicamentos muito fortes para analgesia.
    VACINA JÁ!
    Menina,quase que fizemos um post igual. Também recebi este texto por e-mail, só que o meu é editado e musicado. Até separei no arquivo que tenho para postagens. É lindo!
    E no teu blog ficou maravilhoso. Mas como estou em crise de dor, comecei a postar um que já tinha editado aqui e ligth (rsrs), porque ando bem pra baixo.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  5. Oi Desabafando!
    Muito bom, né? Faz a gente pensar que é uma beleza...hehe
    Qto a vacina, que bom!
    Bjo, bjo! :))

    ResponderExcluir
  6. Anjooooooooooo! Adorei a sua dupla compreensão... hehehe
    Beijocas e mais beijocas!

    ResponderExcluir
  7. Oi Marcos, ah que boa coincidência então, né?!
    E qto a minha experiência com a vacina, vc entendeu direitinho a minha intenção...bjo, bjo!

    ResponderExcluir
  8. Oi Nilce, é mesmo é? Seria engraçado fazermos o mesmo post sem combinarmos, né?
    Às vezes, mesmo que sem querer, tenho essa sintonia com alguns de vcs, muito bom!
    E qto a vc fique bem querida, dias melhores virão, se cuide!
    E obrigada pelo carinho!
    Beijooooo

    ResponderExcluir

Ei, seja bem-vindo! Deixe aqui as suas impressões...